segunda-feira, dezembro 11

Luto: NervoChaos lamenta falecimento da guitarrista Cherry Taketani.

0
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Foto: divulgação

O Nervochaos lamenta o falecimento da guitarrista e amiga Cherry Taketani. A musicista era membro da banda desde 2015, tendo gravado o álbum ‘Nyctophilia’, além de ter participado de centenas de shows por todo o mundo.

A banda havia chegado da turnê pela Rússia no último dia 20 de novembro e a guitarrista foi hospitalizada no dia 22, quando recebeu o diagnóstico da doença. “Acabamos de saber do falecimento da nossa guitarrista Cherry. Recentemente ela foi diagnosticada com câncer, não resistindo à luta e vindo a
falecer essa madrugada. Nossos sinceros sentimentos a família e aos amigos. R.I.P. guerreira!!!”

O NERVOCHAOS seguiu para shows previamente agendados na Colômbia com o antigo guitarrista Quinho: “Estávamos não só torcendo, como contando com a recuperação dela no tratamento e por isso colocamos o Quinho para honrarmos os compromissos com a banda no restante deste ano.”

“A Cherry foi uma guerreira todo o tempo e deixou sua marca gravada no NERVOCHAOS e
continuaremos honrando sua memória no lugar que ela mais gostava de estar: em cima
do palco!”

A banda confirma que seguirá fazendo os próximos shows agendados até o final do ano, serão mais sete datas e contarão com a presença do guitarrista Quinho. “Esse é o nosso jeito de celebrar a memória da Cherry, faremos essas shows com muita força, do jeito que ela sempre fez!”

Cherry foi enterrada no domingo, 3 de dezembro no Cemitério do Morumbi e em sua
grande história com o underground brasileiro desde a banda Okotô, passando pelo
Hellsakura e NervoChaos.

Fonte: Metal Media

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Compartilhe

Sobre o Autor

Pai do lindo Nicholas, Vieira é jornalista (com diploma - MTB 67923/SP) e acumula anos de experiência em redações de jornais e revistas. Colecionador de CD´s de rock e metal, também é apaixonado por cinema e arte de maneira geral. Foi diretor do extinto Portal Novo Metal e colaborador dos sites Whiplash e Portal do Inferno. Escreveu matérias para a Roadie Crew e Valhalla. Na rádio Uniara FM 100.1, foi um dos fundadores do programa Black Dog, há 5 anos. Agora, as ondas do rádio ganharam novos contornos. E foram para a internet. Ao seu lado, o amigo Carlos Oliveira.

Deixe um Comentário