segunda-feira, dezembro 11

‘A Ghost Story’: Um ensaio sobre a solidão. O silêncio do abandono. O fim. Uma viagem quase que cósmica, além do que nossa cabeça possa pensar em dias comuns.

0
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Matheus Vieira

Um ensaio sobre a solidão. O silêncio do abandono. O fim. Não somos nada mais que lembranças. E isso quando alguém faz questão de lembrar, claro. Como é morrer ‘antes da hora’? Como é observar um mundo sem poder interagir com ele?

Com cenas longas e sem diálogos, ‘A Ghost Story’ é um filme difícil de ser digerido. E aqui, o tema ‘vida após a morte’ é uma alegoria poética e misteriosa, bem longe de alguma explicação com cunho religioso, por exemplo. A viagem é quase que cósmica, além do que nossa cabeça possa pensar em dias comuns.

Porém, vou dizer uma coisa: ainda não sei dizer se gostei ou não. Sei que a trilha sonora (instrumental) é forte e ajuda a aumentar a angústia de cada tomada. De baixo orçamento, o longa de David Lowery foi lançado no Festival de Sundance deste ano, onde também dividiu opiniões. Veja só: a sinopse se resume a contar a história de um fantasma e da casa que ele assombra. Vai encarar?

Ah, o badalado ator Casey Affleck (Manchester à Beira-Mar) está no elenco, mas não faz muita coisa. Ou faz. Mas a metáfora é tão grande que eu fiquei em dúvida. Acho que até ele. Abra a cabeça para a subjetividade. Mas se você é daqueles que não tem paciência com o cult (ou indie), pode atravessar a rua e ficar bem longe.

Nota: ainda processando

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Compartilhe

Sobre o Autor

Pai do lindo Nicholas, Vieira é jornalista (com diploma - MTB 67923/SP) e acumula anos de experiência em redações de jornais e revistas. Colecionador de CD´s de rock e metal, também é apaixonado por cinema e arte de maneira geral. Foi diretor do extinto Portal Novo Metal e colaborador dos sites Whiplash e Portal do Inferno. Escreveu matérias para a Roadie Crew e Valhalla. Na rádio Uniara FM 100.1, foi um dos fundadores do programa Black Dog, há 5 anos. Agora, as ondas do rádio ganharam novos contornos. E foram para a internet. Ao seu lado, o amigo Carlos Oliveira.

Comments are closed.