terça-feira, janeiro 23

The Dead Daisies: Versão para balada do Grand Funk Railroad bate recorde de visualizações no You Tube.

0
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A interpretação da banda do clássico “We’re An American Band” do Grand Funk Railroad já recebe mais de um milhão de visualizações online. Depois de tocar nos maiores festivais de rock do mundo, seguidos de shows vendidos no Reino Unido, Europa, Japão, América do Sul e México, The Dead Daisies está voltando para casa para a última etapa do World Tour tocando 12 shows em apoio à ao álbum ao vivo ‘Live and Louder’.

Uma versão ao vivo do clássico do Grand Funk Railroad “We’re An American Band” foi lançado no dia 4 de julho em comemoração à independência dos Estados Unidos. O vídeo já recebeu mais de um milhão de visualizações no YouTube e no Facebook. Assista abaixo!

O vocalista John Corabi afirma: “Nós primeiro a tocamos para nossas tropas na Coréia do Sul. Nós queríamos trazer um pouco de algo “americano” para nossos homens e mulheres em uniforme, e dar-lhes um gosto de casa. A música passou tão bem que decidimos continuar a tocando e depois gravamos para o álbum”.

The Dead Daisies é Doug Aldrich (Whitesnake, Dio), John Corabi (Mötley Crüe, The Scream), Marco Mendoza (Thin Lizzy, Whitesnake), Brian Tichy (Ozzy Osbourne, Estrangeiro) e David Lowy (Red Phoenix, Mink).

Fonte: Shinigami Press

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Compartilhe

Sobre o Autor

Pai do lindo Nicholas, Vieira é jornalista (com diploma - MTB 67923/SP) e acumula anos de experiência em redações de jornais e revistas. Colecionador de CD´s de rock e metal, também é apaixonado por cinema e arte de maneira geral. Foi diretor do extinto Portal Novo Metal e colaborador dos sites Whiplash e Portal do Inferno. Escreveu matérias para a Roadie Crew e Valhalla. Na rádio Uniara FM 100.1, foi um dos fundadores do programa Black Dog, há 5 anos. Agora, as ondas do rádio ganharam novos contornos. E foram para a internet. Ao seu lado, o amigo Carlos Oliveira.

Comments are closed.