segunda-feira, dezembro 11

The Charm the Fury: Para quem gosta daquele metal groovado, cuja proposta tradicional mistura-se em algo mais moderno.

0
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Foto: divulgação

Por Matheus Vieira

É muito bom descobrir bandas novas. Tudo bem, a holandesa The Charm the Fury foi fundada há 7 anos, mas só agora seu trabalho chega a minha casa. E chegou em boa hora.

É que ‘The Sick, Dumb and Happy’, segundo registro dos caras, caiu perfeitamente aos meus ouvidos, visto que gosto muito daquele metal groovado, cuja proposta tradicional mistura-se em algo mais moderno. Quase que um Pantera encontrando Deftones. Ou Korn.

O fato é que a The Charm the Fury dosa tudo isso de uma maneira bem peculiar, com canções empolgantes e pesadas, abusando das guitarras  – ótimo trabalho da dupla Rolf Perdok e Martijn Slegtenhorst – em baixa afinação e alternâncias de vocais rasgados com limpos da bela Caroline Westendorp.

Com uma produção excelente, o disco desfila momentos empolgantes, através de ótimas composições como ‘Down on the Ropes’, ‘Echoes’, ‘Blood and Salt’. A balada ‘Silent War’ também se destaca, diminuindo um pouco ritmo do material na hora certa.

Disponível em versão nacional, “The Sick, Dumb and Happy” pode ser comprado a um preço justo. Logo, se você gosta dessa praia, compre logo sua cópia, pois a que tudo indica, a The Charm the Fury tem tudo para crescer violentamente dentro da cena mundial.

Foto: divulgação

Nota: 8.7
Shinigami Records/Nuclear Blast

Faixas:
1. Down on the Ropes
2. Echoes
3. Weaponized
4. No End in Sight
5. Blood and Salt
6. Corner Office Maniacs
7. The Future Need us Not
8. Silent War
9. The Hell in Me
10. Songs of Obscenity
11. Break and Dominate

Formação:
Caroline Westendorp: vocal
Rolf Perdok: guitarra
Martijn Slegtenhorst: guitarra
Lucas Arnoldussen: baixo
Mathijs Tieken: bateria

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Compartilhe

Sobre o Autor

Pai do lindo Nicholas, Vieira é jornalista (com diploma - MTB 67923/SP) e acumula anos de experiência em redações de jornais e revistas. Colecionador de CD´s de rock e metal, também é apaixonado por cinema e arte de maneira geral. Foi diretor do extinto Portal Novo Metal e colaborador dos sites Whiplash e Portal do Inferno. Escreveu matérias para a Roadie Crew e Valhalla. Na rádio Uniara FM 100.1, foi um dos fundadores do programa Black Dog, há 5 anos. Agora, as ondas do rádio ganharam novos contornos. E foram para a internet. Ao seu lado, o amigo Carlos Oliveira.

Comments are closed.