segunda-feira, dezembro 11

‘Capitão Fantástico’: Inteligente e bem distante da arrogância ou prepotência comum daquele tipo de ser humano que se acha o dono da verdade.

0
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Matheus Vieira

Intenso e carregado de ótimas ideias e diálogos. Porém, ainda faltam adjetivos para elogiar este ‘Capitão Fantástico’, talvez um dos dez melhores filmes que vi nos últimos anos.

Sua sensibilidade evita aquele jogo de protagonista x vilão em situações que faz qualquer um se auto-questionar sobre situações para as quais carrega uma opinião formada. Você ama ou odeia cada um dos (carismáticos) personagens em um piscar de olhos.

Críticas ao capitalismo, consumismo, cristianismo e educação são apresentadas sem tomar partido algum, o que torna o longa inteligente e bem distante da arrogância ou prepotência comum daquele tipo de ser humano que se acha o dono da verdade.

Na trama, Ben é o pai de seis crianças, que decide fugir da civilização e criar os filhos nas florestas selvagens do Pacífico Norte. Ele passa os seus dias dando lições às crianças, ensinando-os a praticar esportes e a combater inimigos.

Viggo Mortensen vive um de seus melhores papéis. Foto: divulgação

Um dia, no entanto, Ben é forçado a deixar o local e retornar à vida na cidade. Começa o aprendizado do pai, que deve se acostumar à vida moderna. Selecionado para mostras dentro dos festivais de Cannes e Sundance, ‘Capitão Fantástico’ rendeu a Viggo Mortensen uma indicação ao Oscar de melhor ator. Reconhecimento merecido, afinal, ele brilha dentro de um elenco fantástico. Sem trocadilhos.

Nota: 9.8

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Compartilhe

Sobre o Autor

Pai do lindo Nicholas, Vieira é jornalista (com diploma - MTB 67923/SP) e acumula anos de experiência em redações de jornais e revistas. Colecionador de CD´s de rock e metal, também é apaixonado por cinema e arte de maneira geral. Foi diretor do extinto Portal Novo Metal e colaborador dos sites Whiplash e Portal do Inferno. Escreveu matérias para a Roadie Crew e Valhalla. Na rádio Uniara FM 100.1, foi um dos fundadores do programa Black Dog, há 5 anos. Agora, as ondas do rádio ganharam novos contornos. E foram para a internet. Ao seu lado, o amigo Carlos Oliveira.

Comments are closed.